Cars Premium

(11)3637-7007

Av. Queiroz Filho, 1700 - Sala 814 - Torre "D", São Paulo, SP.

Notícia

Nova Toyota C-HR

Nova Toyota C-HR

Toyota C-HR é flagrado rodando no ABC paulista

 

 

 

 

O Toyota C-HR foi visto em testes na cidade de São Bernardo do Campo-SP, sendo flagrado pelo leitor Raphael Cervi. O crossover híbrido estava acessando a alça para a avenida Piraporinha, provavelmente se dirigindo para a fábrica da Toyota, que fica muito próximo dali. Parcialmente camuflado, o modelo não se esconde, indicando que tem pretensões maiores do que simplesmente testes.

De acordo com a Toyota, as vendas e a produção do C-HR no Brasil estão descartadas não por conta dos custos, mas por causa do posicionamento do produto, que é considerado como um SUV médio devido ao seu tamanho. O modelo mede 4,36 m de comprimento, 1,79 m de largura, 1,56 m de altura e 2,64 m de entre-eixos.

O Toyota C-HR é o menor de seu segmento dentro da gama da empresa, ficando abaixo do RAV4, já vendido por aqui. Utilizando a plataforma TNGA, a mesma do Prius, o crossover está fazendo sucesso no exterior, especialmente na Europa, onde as vendas da versão híbrida representam 80% do mix, revelando que a proposta da marca para o modelo está sendo atendida, pois a ideia é mesmo focar no conjunto movido por gasolina e eletricidade.

 

 

 

Com o Prius já presente no país, a ideia não seria diferente. Não há um crossover híbrido com preço competitivo no mercado nacional. O modelo mais em conta, que é um liftback, é o Prius, que sai por R$ 126.600. Mas, apesar da negativa, o C-HR está mais próximo do que nunca. Não é de hoje o desejo da Toyota pela produção de carros híbridos no país. Até mesmo a velha fábrica de São Bernardo do Campo-SP foi cogitada há algum tempo para produção do Prius em baixos volumes.

Há três anos, as vendas do Prius haviam começado oficialmente no Brasil e o híbrido chegou a ter redução de preço por causa de incentivos fiscais. Na ocasião, o projeto de monta-lo no ABC Paulista era de 3.000 unidades por ano. No entanto, só agora em 2017, as vendas do modelo deverão ficar em torno disso. Então, pelo que se vê, a capacidade instalada já seria atingida esse ano. Assim, a planta de Sorocaba se converte como um local mais adequado para futuras expansões.

Com a capacidade elevada de 108 mil para 174 mil unidades por ano, a planta sorocabana não será totalmente ocupada pela produção de Etios, Etios Sedan e nem pelo Yaris, que começa a ser feito lá em 2018. Com alta em torno de 7%, a expectativa de produção para o ano que vem é modesta diante do crescimento do mercado, devendo ser ampliada em cerca de 15 mil unidades.

E o restante? Nas contas, sobram 51 mil unidades, que poderiam ser ocupadas por um ou dois modelos. Outro detalhe que chama atenção é a Toyota ter afirmado que o primeiro híbrido flex não será o Prius. Ou seja, um C-HR Hybrid nacional e flex seria um marco importante no segmento no Brasil e no mundo, sendo o primeiro híbrido flex a circular pelas ruas.

 

 

 

Notícia disponível em (https://www.noticiasautomotivas.com.br/toyota-c-hr-e-flagrado-rodando-no-abc-paulista/?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=noticias_automotivas_comparativo_entre_populares_com_cambio_automatizado_automatico&utm_term=2017-11-06)
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM SEUS AMIGOS

VEJA TAMBÉM

Coronavírus: saiba como cuidar do seu carro!

Novo Mini Clubman no Brasil!

BMW M4 Edition M Heritage

Porsche 718 Cayman GT4 é dirigir por esporte!

VER TODAS >